Late night thoughts

We almost made it

Há dias em que estou bem, e outros em que sinto a tua falta. Hoje é um desses dias em que te vou procurar nos lugares onde nós fomos felizes. Saio e percorro os caminhos que serão para sempre nossos, mesmo que já não os caminhemos juntos.

Desde as ruas da minha terra, aquela paragem onde uma vez te fui buscar e tudo começou até ao jardim onde foi o nosso fim. Saio com a esperança de te encontrar novamente nos locais que nós estávamos constantemente a dizer um ao outro.

Perguntas-me se eu estou bem, eu, sem saber o que dizer e sem te querer magoar, sorrio enquanto penso sobre a possibilidade de termos ficado juntos sempre​.  O problema é que tu conheces-me demasiado bem para saberes que eu perco-me nos teus sorrisos sempre que estou perto ti. E mais do que isso, conheces os meus silêncios e sabes de cor o que está a passar pela minha mente.

Mas que poderei eu dizer para além do típico cliché “fomos feitos um para o outro, mas a vida fez questão de nos separar”? Ou então que o destino vem baralhar isto tudo vezes sem conta, que por mais que nós tentamos ficar afastados um do outro ele faz com que as nossas linhas nunca se tornem paralelas e se cruzem, mesmo quando eu não te procuro ou tu a mim.

É inevitável pois mesmo que faça de propósito para não gostar de ti, acabo sempre com um sorriso na cara pois lembro-me os momentos que nós passamos juntos, das nossas conversas, gargalhadas e sobretudo sobre a nossa troca de olhares.

Mas hey, we almost made it..

3 Comentários

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: