Life

Sunday Talks: A noção não mora aqui

A verdade é que as pessoas adoram criticar os outros. Seja pela aparência, pela atitude, pelo que comem, pelo que dizem, entre outras coisas. Diariamente ouço comentários sobre a vida dos outros, quando a vida deles não acrescenta nada melhor.

Ontem estava na minha rede social favorita (Twitter) e deparei-me com um tweet para um artigo no Correio da Manhã. Como se já não bastasse a notícia ser do CM, pensei que não poderia descer mais baixo, alias o que esperar de um “jornal” onde colocam um vídeo de uma alegada violação na semana da Queima das Fitas, e ainda incentivam aos seus leitores para verem o video?. Pois bem, não é sobre este tema que irei falar, mas sim sobre uma ex-concorrente daqueles reality shows que a TVI é famosa por realizar.

Esta personagem usou a tragédia de Pedrógão Grande, para criticar os bombeiros.

“Já sabe que não me impressiono com cachorros salvos enquanto as crianças e as famílias estão carbonizadas vivas porque algum inteligente decidiu mandar o água tanque para a extremidade da floresta em vez de mandar no meio da estrada onde era necessário. Falta de organização para quem coça os c****** nove meses por ano e trabalha só três (no verão) mas recebem o ano tudo. Sou difícil de impressionar”

Costuma-se dizer que não importa se falam bem ou mal de nós, o que importa é que falem, e sei que ao escrever este post irei estar a dar mais fama a esta personagem, e sei que (felizmente) há liberdade de expressão. Mas a ignorância desta criatura ultrapassa os níveis do “normal”. Se antes de abrires a boca tivesses pesquisado sobre a vida de um bombeiro, e o significado da palavra voluntário, talvez mudasses de opinião, pois perdeste um excelente momento para estares calada.

2 Comentários

  1. Não tinha conhecimento desta proeza e fiquei absolutamente desiludida com esta situação. As pessoas ganhavam tanto em determinadas situações estando absolutamente caladas. Como é possível alguém sentir mesmo isto?
    Compreendo que não quisesses dar ainda mais atenção a alguém assim, mas sei como é impossível não partilhar algo que nos choca de uma maneira tão bruta.

    1. Já dizia Albert Einstein, há duas coisas infinitas. O espaço, e a estupidez humana. Sobre o espaço ainda não comprovei essa teoria.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: