Faculdade

Como tirar o máximo partido da tua primeira semana de faculdade

Com o começar de outro ano letivo, decidi fazer uma série de posts sobre a faculdade e a vida académica em geral. Com estes posts, espero poder ajudar algumas pessoas que decidiram candidatar-se ao ensino superior, este mundo novo e desconhecido. Ainda me custa a acreditar que já lá vão três anos desde que cheguei à faculdade, e ainda me lembro vivamente da minha primeira semana, e da montanha russa de emoções que foi. Brevemente irei um post sobre isso.

1. Sê aberto

Uma das coisas que senti quando cheguei à faculdade, foi uma hipótese de começar do zero. Aqui podia finalmente ser quem eu queria, deixando todos os dramas e conflitos do secundário para trás. Durante a primeira semana de aulas todos à tua volta vão estar no mesmo nível de nervosismo que tu, portanto não tenhas medo de arriscar em pedir ajuda, ou meter conversa, e quem sabe irás fazer logo amizades.

2. Diz “sim” a novas experiências

Se vais estudar para outra cidade, não tenhas medo de explorar a cidade e o campus, foi graças a isso que conheci locais incríveis e spots perfeitos para estudar e para almoçar. (se vais estudar para o Porto, dá uma olhadela no post que fiz sobre os melhores cafés para colocares o estudo em dia aqui)

3. Praxe

Praxe é sempre sinónimo de “bicho papão” na faculdade. Todos sabem o que é, ou já ouviram falar na televisão, ou leram num jornal. No entanto é sempre bom ires e experimentares por ti, não fiques pela palavra dos outros. Se não gostares sais, pelo menos fazes alguns amigos lá dentro. É importante mencionar que a praxe varia de universidade para universidade, de faculdade para faculdade, e em alguns casos de curso para curso, portanto não generalizes. Há também em algumas faculdades, grupos alternativos à tradicional praxe académica, portanto se não gostares da praxe da tua faculdade, informa-te sobre a existência de alternativas.

4. Aprende a dizer “não”

É sempre bom experimentar coisas fora da tua zona de conforto, pois é assim que cresces. Mas ao mesmo tempo, és livre para dizer “não”. O mesmo se aplica na praxe, se vires que não gostas de uma atividade ou da forma que estas a ser tratado, diz “não”. Não tens nenhuma arma apontada à cabeça, e muitos dos dramas que envolvem a praxe tem a ver com o facto das pessoas não saberem dizer “não”. Há “doutores” que também fazem de propósito para verificarem se tu és capaz de dizer “não”.

5. Organiza-te

A faculdade vai tirar-te imenso tempo, e a organização é crucial para o teu sucesso, portanto não te esqueças do motivo pelo qual estas na cá, para te formares!. Apesar de muitas pessoas no primeiro ano ser um bocado “baldas”, não deixes de colocar o estudo para o fim, acredita, ao contrário dos períodos no secundário, um semestre passa num piscar de olhos, e quando deres por ti tens os exames e frequências à porta.

5 Comentários

  1. Boas dicas :). Não diria melhor. Concordo com o que disseste da praxe, toda a gente encara-a como um “bichão papão” e tem medo por causa do que ouve e vê na televisão. No entanto, sou da mesma opinião que tu: eu digo sempre para experimentarem primeiro, formarem a sua própria opinião, e só depois é que, se não gostarem, procuram alternativas.
    Ainda bem que descobri o teu blog. Adoro o facto de ele ser inspirado no mundo do Harry Potter ( até o nome!). E o conteúdo também é igualmente interessante :).
    Beijinhos,
    Cherry
    http://lifeofcherryblog.blogspot.pt

    1. É sobre a praxe tens razão, muitos que vem para o superior tem sempre medo devido a histórias ou rumores que os outros dizem. nada como experimentar pessoalmente e tirar as nossas conclusões 🙂

  2. Oh, gostei tanto deste post! Identifico-me com tudo aquilo que disseste e acho que não poderias dar melhores dicas aos futuros estudantes universitários.
    Acho que a chave é mesmo ter a “mente aberta” e saber fazer as escolhas certas que vão de encontro aos princípios e valores de cada um.

    Beijinhos

    1. SIM, sem dúvida! esse é o problema de muitos. Vem para a Faculdade com outras espetativas na esperança que corra sempre como planeado, e na grande maioria dos casos isso nunca acontece, portanto manter uma “mente aberta” é importante para uma boa adaptação 😛

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: